Notícias

Saiba utilizar o Funil de Marketing Digital para potencializar seus negócios


Com a grande quantidade de ofertas disponíveis no mercado em todas as áreas, para conseguir ​notoriedade no mundo dos negócios é preciso se destacar, conquistar clientes e, mais do que isso, dominar a melhor forma de construir uma marca e vender seu produto. A tendência estimula o surgimento de novos estudos e métodos que auxiliam na hora da divulgação da empresa ou serviço – e uma dessas abordagens que está em alta é o Funil de Marketing Digital.

Em resumo, essa é uma estratégia de vendas que possibilita o melhor direcionamento dos esforços de marketing, devido à segmentação possibilitada pelas ferramentas digitais. Consequentemente, os negócios atingem com precisão o público desejado, ocasionando o aumento considerável das vendas.

Por conta disso, o Funil de Marketing Digital é algo que merece atenção e conhecimento daqueles que desejam consolidar-se no mercado e aumentar seu faturamento. “O nome é esse porque, assim como o item doméstico, o funil de vendas começa largo e vai diminuindo, para, ao final, chegar aos seus consumidores reais”, resume Felipe Pereira, doutor em administração e especialista em marketing e negócios digitais.

O Funil de Marketing Digital é dividido em três fases – topo, meio e fundo - e cada etapa precisa de uma abordagem diferente para que o objetivo alcançado seja aquele desejado. "A parte de fora do funil representa a maioria dos usuários da internet, aqueles que não conhecem o seu negócio. Esses internautas não são considerados um cliente em potencial, por serem estranhos à marca. Exatamente por isso, nessa fase é importante estimular o internauta a entrar no topo do funil e começar a conhecer a empresa", sugere Pereira.

Isso é feito a partir da criação de um conteúdo de qualidade e atrativo. Exemplos bons de como atingir esse público – que nem sempre conhece ou está interessado no produto ou serviço - são​:​ realizar anúncios em canais como o Google Adwords, o Facebook Ads ou o Youtube Ads; fazer posts em blogs; e publicar conteúdo relevante em redes sociais. Isso porque esses conteúdos são os grandes responsáveis por fazerem com que o leitor desinformado entre no funil e possa vir a ser um futuro consumidor.

As pessoas que entram em contato essa comunicação, e se interessam, entram no Funil de Marketing Digital. Nesse momento, elas estão no topo do funil e são considerados visitantes, pois estão no site ou rede social da empresa. "É um público que tem algum interesse nos produtos e serviços, mas ainda não o suficiente para comprar. Nesse estágio, é necessário transformar esse visitante em lead, o que é realizado obtendo algum ponto de contato", resume. Isso normalmente é realizado estimulando as pessoas a cadastrarem seu e-mail ou telefone em troca de uma recompensa, como um conteúdo em vídeo, e-book ou infográfico.

As pessoas que se cadastram passam para o meio do funil. Nessa etapa, a empresa pode entrar em contato com a lead através de e-mail, ligação, SMS ou WhatsApp, para entregar conteúdo que mostre as necessidades do cliente em potencial e os benefícios que ele obtém com os produtos e serviços da empresa. "Porque eu preciso do seu produto? Ele é a melhor opção pra mim? Esses são questionamentos que devem ser respondidos nessa altura, afinal, antes de comprar qualquer coisa, o cliente precisa sentir que necessita disso e quer que suas dúvidas sejam bem respondidas", lembra Pereira. Nessa fase, o importante é apostar em conteúdos informativos e específicos para um público que já tem informações básicas sobre a sua empresa, além de provas de que o produto funciona, como depoimentos e cases de outros clientes.

Esse conteúdo vai gerando confiança e firmando o relacionamento com parte das leads, que acabam se interessando pelos produtos e serviços da empresa e passando para o fundo do Funil de Marketing Digital. "Os que chegam ao fundo do funil se tornam clientes, mas não é hora de esquecê-los. É mais barato realizar novas vendas para um cliente atual do que adquirir um novo cliente e a entrega de um ótimo produto ou serviço juntamente com um pós-venda de qualidade tornará os clientes fieis, estimulando tanto novas compras quanto a indicação de outros clientes”, explica o especialista. Uma boa dica é entregar mais do que prometeu e fazer ofertas específicas para quem já comprou, o que é favorecido por ferramentas que automatizam a comunicação de acordo com o perfil do cliente.

Casos de sucesso: profissionais que investiram no Funil de Marketing Digital e obtiveram sucesso

Com o objetivo de atingir seu público certeiro e vender seu serviço para um maior número de pessoas, Cintia Seabra, master coach e psicóloga clínica, apostou na técnica do Funil de Marketing Digital para vender seu Programa de Emagrecimento. Seguindo a técnica do topo, meio e fundo do funil, Seabra conquistou clientes por meio da divulgação digital de conteúdos de alta relevância – como e-books e/ou eventos online. “Quando a pessoa se interessava pelo conteúdo, ela deveria se cadastrar preenchendo um questionário simples”, comenta ela, que, dessa forma, passou da primeira etapa para a segunda etapa do funil.

Trabalhando dessa forma desde junho de 2014, hoje a profissional já possui uma lista de 16.540 pessoas cadastradas com dupla confirmação - ou seja, elas se cadastram e recebem automaticamente um email de confirmação. Seabra começou do zero e chegou ao número apresentado acima, sendo que, durante esse período, seu faturamento bruto foi em média de R$80.000,00, somando o seu programa principal - seu cargo chefe - que custa R$497, sendo parceira na divulgação de outros produtos/programas e montando um Super Grupo Online de Emagrecimento com 12 mulheres participantes. "Utilizei diversas estratégias, como campanhas patrocinadas no Facebook oferecendo a minha recompensa digital ou convidando para eventos online gratuitos", comenta.

Mas Seabra não é a única a utilizar esse método e estar satisfeita com o resultado. Sérgio Ricardo Rocha, mais conhecido como Dr. Vendas, palestrante e atuante em consultoria empresarial e coaching, também apostou no Funil de Marketing Digital para vender seus serviços – e o resultado não poderia ser melhor.

Trabalhando há um ano e meio com essa técnica, Rocha diz que hoje possui 13.275 pessoas que se cadastram para receber os e-mails de sua empresa, e, assim como Seabra, ele apostou em anúncios no Facebook, entre outros métodos, como a otimização de conteúdo para ser encontrado nos sites de busca, para atrair o seu o público alvo.

"A partir de então, o cliente se cadastra em nossas listas de e-mail marketing e recebe conteúdo de alta relevância produzido por nós, fazendo com que ele permaneça interessado em nosso serviço e até mesmo o divulgue por meio de redes sociais ou até mesmo no antigo boca-a-boca", diz Rocha, que acredita que o investimento nessas técnicas deve ser constante, a fim de poder oferecer informações e ferramentas cada vez melhores para seus alunos e clientes. 

Fonte: Administradores