Notícias

Entidades lojistas se reúnem com secretário para cobrar ações de segurança


Representantes lojistas estiveram em audiência nessa quarta-feira, dia 6, com o secretário de segurança do Piauí, Fábio Abreu, para solicitar segurança nas regiões comerciais de Teresina. Nos últimos dias, dois empresários morreram vítimas da insegurança da capital Piauiense.

O presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Teresina, Evandro Cosme, o diretor executivo da CDL, Adala Carnib, o presidente do Sindicato dos Lojistas do Comércio do Estado do Piauí (Sindilojas), Luís Antônio Veloso, e o empresário Olívio Fonseca Júnior, representando a Associação Comercial, apresentaram as demandas por segurança da classe. Em seguida, o secretário apresentou um plano de segurança para a cidade, incluindo as zonas comerciais, que contará com monitoramento de câmeras e presença de mais policiais nas ruas.

“Viemos pedir ações contra essa insegurança que estamos vivendo. O secretário nos apresentou um plano de ação, com módulos de segurança, que tornará mais ágil o atendimento policial e aproximará o serviço da população. Também estaremos dialogando com outros órgãos, como o Tribunal de Justiça, a fim de garantir uma punição mais dura aos que cometem delitos”, afirmou Evandro Cosme.

O diretor executivo da CDL, Adala Carnib, afirmou que o índice de violência aumentou nos últimos meses. “A situação tem se intensificado nos últimos meses. Precisamos de ações para combater essa situação e o projeto apresentado pela secretaria pode ser uma solução importante. O trabalho de segurança não é apenas para o empresário, mas também para o próprio consumidor que circula nos centros comerciais”, ressaltou o diretor.

O secretário de segurança informou que o projeto está adiantado e que já esteve com o governador Wellington Dias tratando sobre o assunto. “O governador já autorizou o plano de ação e a prioridade será o centro da cidade”, informou Fábio Abreu.